Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Maria Correia

Ter | 10.10.17

Fitocosmética

Maria Correia

Waffles(3).png

 

Hoje em dia a procura de cosméticos vegetais, biológicos e amigos dos animais é cada vez maior e cada vez mais uma preocupação.
Hoje venho-vos falar da Fitocosmética.

 

DESDE DA ANTIGUIDADE

A utilização de plantas, na cosmética, na farmacêutica e até na área alimentar, já vem de à muitos, muitos anos.
Não se sabe quem começou, mas sabemos que desde muito cedo, são usadas para diferentes fins.

 

Vejam alguns exemplos:

A china e a Índia contribuíram para a extracção de óleos essenciais. Mais tarde o Egipto destacou-se ao aplicar esses óleos em bálsamos cosméticos.E também Cleópatra, motivou a pesquisa cosmética, documentos da época falam em cuidados higiénicos e algumas formas farmacêuticas.

 

Portugal também foi uma mais valia na descoberta das propriedades das plantas para estes fins, com o conhecimento adquiro nas viagens feitas no tempo dos descobrimentos.

 

Mas hoje, apesar do uso de plantas serem bastante importantes em diferentes áreas, vou vos falar da acção das plantas sobre a cosmética e como ela nos ajuda.

 

AS PROPRIEDADES DAS PLANTAS E AS SUAS CARACTERÍSTICAS

Actualmente e um pouco por todo o mundo, equipas ligadas à farmacêutica, à botânica e farmacologistas , estudam sistematicamente espécies de plantas para uso medicinal tradicional e cosmético.

As plantas são hoje usadas em muitos produtos farmacêuticos e em produtos de beleza, devido ás suas características especificas de cura, regeneração, embelezamento e muito mais.

 

Propriedades anti-cépticas , anti-inflamatórias e aroma agradável, são algumas das propriedades extraídas das plantas.

 

 

 

O QUE É AFINAL A FITOCOSMÉTICA?  Ou como alguns lhe chamam, a cosmética vegetal.

 

A Fitocosmética, apesar de ser um nome estranho, tem uma grande importância na cosmética. Ela estuda a aplicação das substâncias de origem vegetal, para o cuidado da pele, do corpo e dos cabelos.

 

Das plantas são extraídos ingredientes que de uma forma directa ou indirecta, são usados nas fórmulas dos produtos cosméticos.

As formas directas podem ser, Óleos vegetais e/ou Extractos glicólicos ou secos.

Extracto glicólico é obtido a partir de um processo de maceração de uma erva em um solvente, como por exemplo a glicerina. Extracto seco é o que resta de uma planta depois de extraída toda a água.

 

 

As Formas indirectas, são as substâncias activas que foram extraídas e modificadas para aumentar o efeito dos produtos cosméticos tanto a nível cutâneo como capilar.

 

 Substância activa é a matéria vegetal recolhida, apropriada para fabricar um medicamento/produto cosmético. As substâncias activas, podem ser modificadas, acrescentando alguns componentes que fazem com que esta substância seja mais eficaz ou menos agressiva à pele.

 

Algumas plantas/ sementes/frutos, estamos bastante habituadas a ver em produtos cosméticos tais como: O alecrim, a alfazema, a aloe vera, a aveira, a camomila, a hortelã pimenta, jojoba, arnica, karité, erva do orvalho, romã, café verde, chia, organza, acácia, rosa mosqueta, manteiga de cacau, abacate, amêndoas, entre muitos, muitos outros...

 

 

 

Se gostou, siga o Blog/Facebook para receber tudo sobre novos post's e partilhe com os seus/suas amigos(as).